Benefícios

Os tijolos de solo-cimento representam uma alternativa em plena sintonia com as diretrizes do desenvolvimento sustentável, pois requerem baixo consumo de energia na extração da matéria-prima, não geram nenhum tipo de poluição ou resíduos no seu processo produtivo, dispensam o processo de queima o que gera grande economia energética e ainda minimiza o desmatamento, 6 a 9 árvores por milheiro de tijolos são preservadas, além disso, na execução da obra, elimina-se a necessidade de fazer cortes nas paredes para passagens elétricas e hidráulicas, o que gera uma diminuição substancial no volume de entulho gerado e ainda reduz o consumo de argamassas de assentamento e de regularização.

Instalações Hidráulicas e Elétricas 

Toda a tubulação é embutida em seus furos, dispensando a quebra de paredes, como na alvenaria convencional

Revestimento

Revestimento direto sobre o tijolo, como textura, gesso, Graffiato ou reboco

Assentamento

–  Mais facilidade e agilidade no assentamento, até 30% menos tempo de construção
– Assentamento dos azulejos direto sobre os tijolos

Não há desperdícios

No método convencional, 1/3 dos materiais vão para o lixo

Obra Limpa

Sem entulhos

Economia

Economia de concreto, argamassa de assentamento e ferragem – com as colunas de concreto armado embutidas, o peso da obra é distribuído uniformemente sobre as paredes

Fundação

Alivia o peso sobre a fundação, evitando gastos desnecessários com estacas mais profundas e sapatas maiores

Norma ABNT

O tijolo ecológico passa, constantemente, por rigorosos testes, e já é regulamentado no Brasil e em vários outros países. A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), já publicou algumas normas sobre a fabricação e metodologia de controle de qualidade dos tijolos ecológicos.

  • ABNT NBR 8492 
  • ABNT NBR 10833 

Meio Ambiente

Os tijolos são curados com água e sombra, o que dispensa o processo da queima em fornos, causando menos impacto ambiental

Open chat
Posso te ajudar?